HOME_______________________________________________

Aécio Neves promove a criação do Ministério da Infraestrutura

O candidato à Presidência da República pela Coligação Muda Brasil, Aécio Neves, anunciou  a criação do Ministério da Infraestrutura. O objetivo, segundo ele, é reunir em um comando comum setores como transportes e energia e reduzir o número atual de ministérios, dando mais eficiência à máquina pública no atendimento às demandas da sociedade.

“Eu quero um Brasil que funcione, que reduza em grande parte os ministérios que estão aí e atendem muito mais a interesses dos aliados do que o interesse da sociedade brasileira”, disse o candidato.

Aécio participou de uma sabatina promovida pelo portal G1 em São Paulo (SP). A proposta de criação da pasta foi apresentada durante o programa, transmitido ao vivo pela internet.

Investimentos

Segundo o candidato, o Ministério da Infraestrutura deve englobar os investimentos referentes a ferrovias, rodovias e hidrovias e também ao setor de energia. Aécio afirmou que a nova pasta aumentará a confiança do setor privado em relação ao Estado, a partir da adoção de regras claras, incentivando o crescimento econômico.

“Só vamos superar os gargalos que temos hoje de infraestrutura, que afetam a competitividade da economia em todas as suas variáveis, se nós tivermos parcerias com o setor privado”, afirmou.

Aécio acrescentou ainda que a definição de regras e a simplificação do sistema tributário são orientações fundamentais para dar início a “um novo e vigoroso processo de desenvolvimento nacional”.

Internautas

Durante a sabatina, o candidato defendeu que os atuais 39 ministérios existentes podem ser reduzidos a pouco mais de 20. Ele citou como exemplo de eficiência de um ministério um estudo elaborado pela Universidade de Cornell, dos Estados Unidos, que mostra que essa média de pastas é adotada em países que se tornam símbolo de políticas públicas.

Para Aécio, o Ministério da Pesca é um dos que podem ser extintos. “Temos é que fortalecer o Ministério da Agricultura”, afirmou.

Além de responder a perguntas dos jornalistas Nathália Passarinho e Tonico Ferreira, o candidato também foi questionado pelos internautas. Um deles quis saber o que pode ser feito para reforçar a segurança nas fronteiras brasileiras e impedir a entrada de armas e drogas. Aécio respondeu que o atual governo reduziu os investimentos em segurança pública e lembrou uma promessa que Dilma fez na campanha em 2010.

“Ela prometeu 14 VANTs, os veículos aéreos não tripulados, para vigiar as fronteiras, mas só tem dois funcionando, afirmou Aécio Neves.
ascom

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Veja online a situação da Pandemia

^ Ir Para Topo ^