Manchetes

Concurso público: comissão terá 90 dias

A comissão especial responsável pelo levantamento técnico que servirá de base para a preparação do próximo concurso público para servidores do Ministério Público da Paraíba (MPPB), previsto para o próximo ano, recebeu um prazo de 90 dias para apresentar seu relatório final. Esse prazo foi definido durante reunião entre os integrantes da comissão e o procurador-geral de Justiça da instituição, Bertrand de Araújo Asfora.

“Nesta reunião, discutimos os tópicos da pauta apresentada por nós e definimos a metodologia dos levantamentos que vamos fazer, dentro de um cronograma que está sendo construído”, explicou o promotor de Justiça Antônio Hortêncio Rocha Neto, que preside a comissão especial que ainda é composta por três servidores do MPPB: Kálida Jeica Fernandes de Araújo, chefe do Departamento de Recursos Humanos do MPPB; Lílian Machado, secretária do Conselho Superior do Ministério Público paraibano; e Jonatha Vieira, assessor da Secretaria Geral do Ministério Público da Paraíba.

Além do levantamento técnico, a comissão especial também poderá apontar em seu relatório a necessidade de reformulação do quadro de servidores e a possível mudança nos horários de expediente da instituição. “São estudos que estamos iniciando agora”, acrescentou o promotor Antônio Hortêncio, anunciando que a próxima reunião da comissão acontece já nesta sexta-feira (4). A reunião desta segunda-feira também foi acompanhada pelo diretor administrativo do MPPB, Marcos Vinícius Cesário.

O presidente da comissão lembrou que será feito um levantamento efetivo do que a instituição realmente precisa. Em seguida, será relacionado o que o MPPB já tem em relação a profissionais, observando o que se pode melhorar. Só aí será possível avaliar e apontar o que a instituição necessitará em relação a novos servidores. Na fase de identificação dos servidores serão enfocadas suas formações e especialidades, onde estão atuando e horários.

“Aí já iremos trabalhar a possibilidade de relocação desses profissionais, definindo o melhor aproveitamento deles e, dentro do possível, fazendo um trabalho de aperfeiçoamento. Será uma reengenharia funcional. Só depois desse diagnóstico é que vamos apresentar as diretrizes a serem seguidas para a realização do concurso”.

Print Friendly, PDF & Email

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios