Superintendente da STTP discute repasses de fundos provenientes da Zona Azul

O superintendente da STTP, Félix Neto, participou na Câmara de Vereadores de uma audiência pública para discutir os repasses de fundos provenientes da Zona Azul para as casas assistenciais de Campina Grande.

Félix iniciou sua apresentação considerando a importância social das entidades que administram a Zona Azul, com as quais a STTP tem mantido uma relação positiva e harmoniosa.

O sistema de estacionamento foi criado em 1995 e sua taxa de cobrança estabelecida após estudo técnico, realizado pela STTP, que apenas recebe um repasse de 10% do valor líquido arrecadados pelas instituições, e que é automaticamente utilizado nas despesas com a confecção dos talonários utilizados na cobrança da tarifa.

Félix Neto informou que, ao mesmo tempo em que o Ministério Público recomenda a ampliação de novas ruas para aumentar as vagas de estacionamento, o dirigente da STTP também reconhece que o modelo de prestação de contas da Zona Azul, em Campina, ainda é arcaico. Ele sugeriu uma discussão, para a construção de um novo modelo de gerenciamento e gestão.

“Estivemos na Câmara cumprindo a uma convocação daquela casa e, novamente, prestando contas à sociedade sobre as responsabilidades da STTP, discutindo e interagindo sobre o modelo de gestão da Zona Azul. De forma esclarecedora estamos sempre disponíveis para informar e dirimir quaisquer dúvidas quanto a participação da autarquia dentro do sistema de estacionamento”, informou o dirigente.

Além da presença de vereadores, a audiência pública também contou com a participação dos representantes das três instituições que administram e operam a Zona Azul, além de populares que estavam nas galerias da casa de Félix Araújo.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

^ Ir Para Topo ^