Domingo, 13 de Outubro de 2019

Crise em Boqueirão continua se agravando e açude está com apenas 19,29 por cento

O vereador Márcio Melo Rodrigues, de Campina Grande, disse que está se agravando a cada dia o problema no Açude Epitácio Pessoa, o Boqueirão.

Hoje o reservatório está com apenas 19,29 por cento de sua capacidade e com a suspensão no bombeamento das águas do Rio São Francisco desde o último mês de fevereiro e sem perspectivas de retorno por inúmeros problemas é de se temer a volta do racionamento do produto até o final do ano. O vereador está preocupado com o problema do abastecimento do açude pelas águas do Projeto da Transposição do São Francisco, com inúmeras paralisações nas operações do sistema.

Foi investido muito dinheiro no Projeto da Transposição, mas por motivos alheios ao entendimento o sistema simplesmente está parado, sem perspectivas de que volte a abastecer Campina Grande e mais 18 municípios. Inclusive, várias localidades da região do Compartimento da Borborema estão sofrendo com a falta de água. Até o momento apenas promessas não cumpridas tem sido feitas pelas autoridades, sem que algo de concreto tenha sido adotado por quem de direito.

O Açude de Boqueirão que abastece Campina Grande e várias cidades do Compartimento da Borborema se encontra com 19,29 por cento, com volume atual que é de 90.004.322 metros cúbicos da capacidade máxima de 466.525.964 metros cúbicos, conforme a AESA, e não há perspectivas de chuvas na região que venham a contribuir para contemplar o reservatório.

A suspensão ocorreu no dia 22 de fevereiro por conta de um problema na barragem de Cacimba Nova, no município de Custódia (PE), vizinho a Monteiro. Agricultores e moradores da cidade denunciaram o caso, que passou a ser apontado como causador de inúmeras rachaduras em placas dos canais. E agora por um problema num dos reservatórios, conforme o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR).

Ele considera oportuno o gerenciamento do manancial de Epitácio Pessoa (Açude de Boqueirão) vindo a garantir o sistema de segurança hídrica para Campina Grande e demais Municípios que recebem suas águas.

A população da Paraíba pode conferir no site do Governo do Estado (AESA) a situação crítica dos reservatórios no seguinte endereço: http://www.aesa.pb.gov.br/aesa-website/monitoramento/volume-mensal/?tipo=anterior

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


^ Ir Para Topo ^