Deputado reconhece empenho de Helder Barbalho pela Transposição

0

“Eu sou oposição ao atual governo federal, mas, tenho que reconhecer no atual ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, uma pessoa dedicada e empenhada para encontrar a solução dos problemas das águas no Nordeste e ai inclua-se, destacadamente, a questão da retomada das obras da transposição do Eixo Norte”, afirmou o deputado estadual Jeová Campos (PSB).

Um dos parlamentares paraibanos que mais debate e se mobiliza em relação a questão dos problemas hídricos do Nordeste e ex-presidente da Frente Parlamentar das Águas na Assembleia Legislativa paraibana, Jeová foi quem, em primeira mão, em junho do ano passado, constatou que a construtora Mendes Júnior tinha abandonado o canteiro de obras do Eixo Norte, em um de suas várias incursões aos canteiros de obras da Transposição. “Fomos nós que primeiro constatamos o abandono e divulgamos o fato e, desde então, não medimos esforços na cobrança de providências do Governo Federal para retomada das obras”, reitera o parlamentar, lembrando à disposição do ministro em resolver as questões.

Para o deputado paraibano, a assinatura da Ordem de Serviço para retomada das obras da primeira etapa (1N) do Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco, realizada no último dia 20, representa um passo fundamental. “É um alívio muito grande saber que as obras, finalmente, serão retomadas, evitando que 7,1 milhões de habitantes, em 223 municípios, nos estados da Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Ceará entrem em colapso hídrico”, destaca Jeová.

“As águas do São Francisco, o rio da Integração Nacional, poderão cumprir assim, o mais rápido possível, seu papel de levar garantia de abastecimento a milhões de brasileiros que sofrem com a seca na região Nordeste. Isso é fruto dos esforços do Governo Federal e da sensibilidade do STF, permitindo a retomada da maior obra de intervenção hídrica da história do Brasil”, disse o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, no ato de assinatura da Ordem de Serviço que autoriza o consórcio Emsa-Siton, a finalizar o trecho da obra que estava paralisado.

Com a assinatura do documento, a expectativa é de que as empresas levem entre oito e dez meses para concluir a obra. Serão abertas várias frentes simultâneas para acelerar os trabalhos. A projeção é que a água do São Francisco chegue ao estado do Ceará, no reservatório Jati, até o início de 2018, após percorrer o oeste de Pernambuco. De lá, a água da Transposição seguirá pelos canais para contemplar também a Paraíba e o Rio Grande do Norte. A Meta 1N do Eixo Norte tem 140 quilômetros de extensão e passa pelos municípios pernambucanos de Cabrobó, Salgueiro, Terra Nova e Verdejante até a cidade de Penaforte, no Ceará. As demais etapas (2N e 3N) estão fase de construção. Ao todo, o Eixo Norte está com 94,92% das obras finalizadas.

Deixe uma resposta

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

^ ^^ ^