Prefeitura quer retirar crianças das ruas

0

A Prefeitura de Campina Grande quer pagar de R$ 500 a R$ 1 mil por mês para que as famílias retirem os filhos adolescentes das ruas e dos semáforos da cidade onde estariam pedindo dinheiro. Dossiê da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) indica que pelo menos 89 jovens estão nesta situação. O projeto de lei “Sinal de Cidadania” foi encaminhado pelo poder executivo à Câmara de Vereadores.

O projeto exige que, para ter direito à doação, os adolescentes – acima de 14 anos – estejam matriculados em escola, tenham bom comportamento e bom desempenho nas disciplinas.

De acordo com o projeto, cada família poderá receber, no máximo, duas bolsas, totalizando um auxílio de R$ 1 mil. Os pais podem perder o benefício caso o adolescente seja encontrado pelas ruas “trabalhando” em condições precárias que ofereçam risco à integridade, ou pedindo dinheiro nos semáforos.

“O objetivo é fazer uma ação cidadã com as crianças e os jovens que vivem nos semáforos e aí poder oferecer um futuro de mais dignidade. A prefeitura entra com uma contrapartida social, com uma bolsa que será oferecida. As crianças vão ter que apresentar 100% de frequência nas aulas na rede municipal ou estadual de ensino. E ainda em outro horário vamos oferecer recreação, esporte, lazer e cursos profissionalizantes”, disse o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues.

Deixe uma resposta

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

^ ^^ ^