Romero diz que exemplo de Campina pode ser replicado em outros municípios

Diante de gestores municipais impressionados com o modelo administrativo aplicado em Campina Grande, sobretudo em relação ao aterro sanitário campinense, o prefeito Romero Rodrigues disse nesta sexta-feira, 11, que o exemplo pode ser replicado como consórcio em outros municípios.

A declaração foi dada durante a visita realizada por uma comitiva de prefeitos do Brejo paraibano, que esteve na cidade sob a coordenação de Zenóbio Toscano, de Guarabira.

Para o prefeito Romero Rodrigues, o modelo do aterro sanitário de Campina Grande é padrão em termos de licenciamento, por ser, inclusive, todo monitorado e acompanhado pela UFCG e por órgãos ambientais. Destacou que todo o serviço é administrado por uma empresa, servindo a vários municípios do Compartimento da Borborema.

“Diante do sucesso desta experiência, é que o consórcio de municípios do Brejo paraibano pretende implantar o mesmo modelo naquela região, beneficiando cerca de 25 municípios. Acreditamos que toda esta tecnologia pode ser aplicada no Brejo, daí porque a nossa gestão está disposta a mostrar como se dá o funcionamento do nosso aterro sanitário, um modelo de modernização e eficiência de gestão”, afirmou.

Por sua vez, o secretário Geraldo Nobre (Sesuma) lembrou que Campina Grande “sempre parte à frente, sendo hoje uma referência para outros municípios e regiões brasileiras. Hoje a cidade usa um aterro certificado e dentro dos padrões de qualidade e proteção ambiental, ao contrário do que acontecia no velho lixão, cujo quadro era deprimente”.

Para o prefeito de Guarabira, Zenóbio Toscano, os 25 municípios integrantes do consórcio do Brejo querem acabar com os chamados lixões, daí a importância da visita desta sexta-feira a Campina Grande, onde está em funcionamento um aterro sanitário de elevado padrão técnico.

“São boas iniciativas como essa de Campina Grande que nos permitirão vencer os desafios que a crise impõe aos gestores municipais paraibanos”, acredita o gestor.

Zenóbio explicou que o consórcio do Brejo vai fazer uma licitação para contratação de uma empresa que ficará responsável pela implantação de um aterro naquela região, o qual ficará sediado em Guarabira.

Todos os prefeitos presentes receberam orientações técnicas fornecidas por especialistas da UFCG, a exemplo da professora Veruschka Monteiro e pelo representante da empresa Ecosolo, João Azevedo Freire, que enalteceram a iniciativa do prefeito Romero Rodrigues em tornar possível a concretização do aterro.

Eles mostraram como foi estruturado e como funciona a unidade que substituiu o antigo lixão de Campina Grande, que era reconhecido como uma área degradante.

Por sua vez, o projetista José Dantas de Lima afirmou que “o sistema adotado em Campina Grande é tecnologicamente inovador por proporcionar segurança ambiental e economicidade, devendo ser referência no Nordeste e no Brasil, tendo o poder público o comprometimento de tratar os resíduos de acordo com a política nacional deste setor, gerando saúde para o povo de Campina Grande”. Ele explicou que o aterro atenderá muito bem à comunidade nos próximos 25 anos.

Após a visita ao aterro sanitário, Romero ciceroneou os prefeitos visitantes até o Complexo Aluízio Campos, onde estão sendo construídas 4.100 unidades habitacionais e estruturado um moderno distrito industrial.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

^ Ir Para Topo ^