Programa aproxima micro e pequenas empresas de instituições

Com o objetivo de valorizar e apoiar as micro e pequenas empresas brasileiras, o programa Instituição Amiga do Empreendedor (IAE) foi lançado. O IAE foi apresentado pelos ministérios da Educação (MEC) e Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) a mais de 200 instituições de ensino superior.

O projeto busca qualificar os pequenos empreendedores para melhor desenvolvimento de seus trabalhos. Atualmente, as micro e pequenas empresas brasileiras representam 98% do total das empresas privadas no País. São elas, também, as responsáveis por mais da metade dos empregos formais no mercado.

De acordo com o Mdic, com a implantação do programa, as instituições parceiras deverão criar espaços para atuação de empreendedores em mercado, modelo de negócio, legislação, finanças e gestão. Tal orientação poderá ser prestada tanto pelo corpo docente da instituição, quanto por alunos que recebem assistência dos professores. As instituições que querem aderir ao projeto precisam se cadastrar pelo Portal IAE.

O secretário de Educação Superior do MEC, Paulo Barone, considera que a ligação entre a universidade e o empreendedor trará mais conhecimento e segurança a este para fortalecer o negócio. “O Brasil tem um enorme impulso empreendedor, mas, eventualmente, ele não tem formação suficiente para conduzir seu negócio de forma sustentável”, explicou.
Selo

O Brasil tem hoje 15 milhões de pequenos negócios e microempreendedores individuais e 25 instituições de ensino superior já aderiram ao IAE, além de 22 com cadastro iniciado. O secretário especial da Micro e Pequena Empresa do Mdic, José Ricardo da Veiga, destacou que o objetivo é ter pelo menos 500 adesões de instituições de ensino superior.

Em agosto, nove instituições assinaram um protocolo de intenções visando contribuir com o projeto. Uma das unidades de ensino pioneiras na parceria foi a Universidade Católica de Salvador, que desenvolveu projeto de apoio às vendedoras de acarajé.
Para contato com a capacitação, o empreendedor interessado deve buscar uma das instituições que aderiram à parceria. Uma lista é disponibilizada para conhecimento de quais instituições são parceiras.

As instituições que se filiam ao programa ganham o “Selo Instituição Amiga do Empreendedor”, demonstração de reconhecimento e visibilidade.
Fonte: Governo do Brasil, com informações do Ministério da Educação e Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

^ Ir Para Topo ^