Saúde

Hospitais Universitários acolheram mais de 100 pacientes do Amazonas

“Quando a gente vem para o hospital é para cumprir a nossa missão. Eu não ficaria feliz em casa sabendo que tem pacientes precisando de mim”. A declaração da enfermeira da Rede Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), Nídia Soares, que atua no Hospital Universitário da Universidade Federal do Maranhão, reflete um misto de sentimento de dever e de amor ao próximo.

É com essa dedicação dos profissionais da Rede Ebserh, vinculada ao Ministério da Educação (MEC), que mais de 100 pacientes com Covid-19, transferidos de Manaus (AM), já foram acolhidos em cinco hospitais da estatal. O último voo teve como destino São Luís (MA), na madrugada desta quarta-feira (20), com mais 16 pacientes.

Em todas as recepções de pacientes transferidos de Manaus, os profissionais das unidades hospitalares já estavam a postos, com todos os equipamentos e os cuidados necessários para esse tipo de operação. O enfermeiro Deilson Oliveira contou que, ao receber os pacientes, além de emocionada, toda a equipe estava treinada e organizada. “Todos sabiam o seu papel. Em relação às provisões de insumos, estamos muito bem abastecidos, sem falta de nenhum material”, afirmou.

Para o presidente da Rede Ebserh, Oswaldo Ferreira, o esforço conjunto da estatal com os ministérios da Educação, Saúde e Defesa tem, mais do que logística e assistência, um caráter humano e de solidariedade. “Não são apenas números. São vidas sendo salvas, famílias apreensivas pela volta de seus entes queridos que podem contar com todo o nosso apoio, é a humanização da saúde. Isso nos emociona e nos faz seguir em frente, oferecendo toda a nossa dedicação ao próximo.”

Operação Manaus

Com a coordenação do Ministério da Saúde, uma rede de apoio foi criada em todo o país para receber os pacientes de Manaus com Covid-19. Na quinta-feira (14), a Rede Ebserh encaminhou ofício ao órgão disponibilizando, aproximadamente, 150 leitos, distribuídos em nove hospitais universitários federais que fazem parte da rede hospitalar a fim de ajudar o estado. Dos 150 leitos, 22 são de UTI e os demais de enfermaria. No sábado, esse número foi ampliado para 205 leitos.


Com informações da Rede Ebserh

Print Friendly, PDF & Email

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios