Inflação para famílias com renda de até 2,5 salários sobe quase 8%

A Índice de Preços ao Consumidor-Classe 1 (IPC-C1), que mede a alta de preços para as famílias com renda de até 2,5 salários, fechou os primeiros sete meses do ano com alta acumulada de 7,94%, informou o Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Em julho, o IPC-C1 registrou alta de 0,68%, resultado 0,17 ponto percentual abaixo da apurada em junho, quando o índice registrou variação de 0,85%. O índice alcançou 10,31% nos últimos 12 meses.

De junho para julho, sete das oito classes de despesa componentes do índice apresentaram decréscimo em suas taxas, com destaque para despesas diversas (de 2,36% para 0,16%), vestuário (de 0,32% para -0,21%), educação, leitura e recreação (de 0,77% para 0,03%), alimentação (de 1,02% para 0,94%) e transportes (de 0,29% para 0,13%).

Em contrapartida, o grupo habitação subiu de 0,97% para 1,18%, em razão do comportamento da tarifa de eletricidade residencial, que registrou elevação de 0,19% para 3,80%.
Agência Brasil

Print Friendly, PDF & Email

^ Ir Para Topo ^