Quarta-Feira, 12 de Dezembro de 2018

Projeto de Márcio defende a criação do Hospital do Idoso

O vice-presidente da Câmara Municipal, Márcio Melo Rodrigues, apresentou projeto no Poder Legislativo campinense que propõe a criação do Hospital de Assistência ao Idoso de Campina Grande. Ele indicou que Casa proponha ao prefeito Romero Rodrigues a construção do Hospital.

Assim fica no âmbito do Município de Campina Grande, o Hospital de Assistência ao Idoso, para atendimento ambulatorial preventivo e terapêutico, clínico, cirúrgico e reabilitação aos idosos. A unidade contará com equipes multidisciplinares com médicos, enfermeiros, odontologistas, assistentes sociais, psicólogos, fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais, além de outros profissionais.

O público-alvo é idoso acima de 60 (sessenta) anos. Considera-se idoso, para os efeitos dessa Lei, a pessoa acima de 60 (sessenta) anos. O hospital pode ser instalado e funcionar em convênios com outras instituições governamentais e não governamentais. O Poder Executivo adotará as medidas necessárias à execução da Lei. A matéria será regulamentada, no que couber pelo Poder Público Municipal.

Márcio Melo Rodrigues acredita ser da maior importância para a população de Campina Grande contar com uma unidade de atendimento exclusivo para as pessoas mais idosas, como já acontece em várias cidades do Brasil afora. Conforme dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), no Brasil, no período de 1991 a 2000, o número de pessoas com mais de 60 anos passou de 10.7 milhões para mais de 14,5 milhões. Foi observado que a expectativa de vida do brasileiro neste período, subiu para 62 anos.

A população brasileira está envelhecendo, enquanto que as unidades hospitalares estão superlotadas, sem garantir as condições mínimas para contemplar essas pessoas. Inclusive, o estatuto do Idoso garante à população com mais de 60 anos de idade, prioridade no atendimento nos serviços públicos, bem como na formulação de políticas públicas específicas. Hoje funcionam Centros de Referência do Idoso, que não dispõem de assistência plena a estas pessoas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

^ Ir Para Topo ^