Saúde

Saúde inicia "Operação Fumacê"

A Secretaria de Saúde de Campina Grande inicia nesta terça-feira, 5, a operação fumacê em vários bairros de Campina Grande. Mesmo sendo uma atribuição do Governo do Estado, a secretaria municipal vai iniciar o trabalho para diminuir os índices de infestação do Aedes aegypti e diminuir a transmissão de doenças provocadas pelo mosquito.
A operação vai começar pelos bairros do Jardim Paulistano, Cruzeiro, Malvinas e Bodocongó. Os bairros foram escolhidos em função do índice de infestação por Aedes aegypti e por causa do número de notificações de doenças como dengue, zika e chikungunya nesses locais. Somente em maio foram notificados 21 casos de arboviroses nas Malvinas, 13 em Bodocongó, 8 no Cruzeiro e 7 no Jardim Paulistano. Em toda a cidade foram 131 notificações de arboviroses, dos quais 32 são casos suspeitos de zika.
O último Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti apontou que existiam focos do mosquito em 4,5% das casas visitadas. Durante o primeiro quadrimestre de 2018 a Coordenação de Vigilância Ambiental realizou várias ações nos bairros com maiores índices para diminuir a proliferação do mosquito.
“Vamos continuar nessa luta contra o mosquito agora com o reforço do fumacê, serviço que estamos dispondo graças a um esforço da secretaria para locar um veículo e instalar o equipamento a fim de não deixar a cidade desguarnecida desse importante trabalho”, disse Rossandra Oliveira, Coordenadora de Vigilância Ambiental. Lembrando que o Denguezapp agora tem um novo número para a população denunciar locais com focos e larvas do mosquito, que é o 99884-9535.

Print Friendly, PDF & Email

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios