Quinta-Feira, 13 de Dezembro de 2018

Tarso propõe união da esquerda: Sem Ciro

Brasil 247 O ex-governador do Rio Grande do Sul Tarso Genro usou sua conta Twitter para pregar a união dos partidos de esquerda. Segundo ele, é preciso que o ex-presidente Liz Inácio Lula da Silva, a deputada Manuela D’Ávila (PCdoB) e o líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Guilherme Boulos (PSOL), todos posicionados como pré-candidatos à Presidência da República, precisam deixar de lado possíveis diferenças e unirem forças visando as eleições de outubro. Nesta linha, porém, o pré-candidato do PDT, o ex-governador Ciro Gomes, ficou de fora.

“Lula na prisão política, o maior dirigente político da História recente do país. Manuela, lutadora brilhante, humanista em todos os poros. Boulos, nova esquerda esquerda coerente, dirigente de movimento social que se fez dirigente político preparado. Que os três se encontrem logo ali!”, postou Tarso.

Ciro Gomes tem oscilado entre 10% e 15% nas pesquisas de intenção de voto para presidente da República. Manuela D’Ávila tem cerca de 3% das preferências e Guilherme Boulos cerca de 1%. Os dois nomes cogitados como possíveis candidatos do PT se Lula não puder concorrer, o ex-prefeito de São Paulo. Fernando Haddad, e o ex-governador baiano Jaques Wagner registram cerca de 1% das intenções de voto, cada.

Ciro, contudo, vem sendo criticado em função de suas recentes posições acerca do PT, o que tem levado uma ala do partido dos Trabalhadores a defender que a legenda não faça uma aliança com o trabalhista.Tarso Genro propõe união da esquerda. Sem Ciro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

^ Ir Para Topo ^