Transposição: qualidade da água e revitalização preocupam procuradores

Procuradores do Ministério Público Federal (MPF) na Paraíba procuraram esta semana o apoio do Legislativo paraibano em busca de soluções que possam melhorar a qualidade das águas do Rio São Francisco, que chegam através da transposição, e revitalizar o Rio Paraíba, principal responsável pela distribuição dessas águas no Estado.

O procurador-chefe do MPF na Paraíba, Marcos Queiroga, e a procuradora do MPF em Monteiro, Janaína Andrade , reuniram-se com o presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), deputado Gervásio Maia, com o objetivo de realizar uma audiência pública com a presença de autoridades e órgãos competentes buscando, principalmente, a revitalização do Rio Paraíba, que segundo ela, já é considerado por especialistas um rio morto. “O Rio Paraíba foi o diagnosticado pelos técnicos como um rio exaurido, ou seja, um rio sem vida. Como o Rio Paraíba é um afluente do Rio São Francisco, para que a transposição tenha efetividade na Paraíba é preciso que esse rio seja revitalizado”, afirmou a procuradora.

Já o procurador-chefe Marcos Queiroga chamou atenção para as obras do Eixo Norte da transposição, no Sertão da Paraíba. Para ele, é preciso identificar e solucionar os problemas identificados no Eixo Leste, em Monteiro, para que não se repitam no Sertão. “Não adianta apenas recebermos as águas do Rio São Francisco. É preciso que haja tratamento, é preciso que se observe a questão do saneamento básico. Então é um conjunto de coisas que tem preocupado o Ministério Público e, é claro, que essa é uma preocupação nossa, enquanto representantes do povo paraibano”, declarou Marcos.

O presidente Gervásio Maia garantiu levar o assunto ao parlamento estadual para que o tema seja debatido com profundidade. “Vamos encaminhar para o plenário a votação de uma audiência pública para que possamos tratar o tema junto com prefeitos, autoridades ambientais e debater com profundidade, buscar recursos que serão solicitados ao fim do debate para que cada um possa fazer a sua parte e dar a sua parcela de contribuição”, garantiu o presidente.
PB Agora

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

^ Ir Para Topo ^