DestaquesJustiça

Tribunal do Júri condena homem que matou a própria mãe

Vinte e um anos de reclusão em regime fechado. Essa foi a pena aplicada pelo Tribunal do Júri da Comarca de Caiçara, no julgamento realizado na última terça-feira (23), a Moisés Sabino da Silva, pelo crime de homicídio consumado qualificado.

Moisés matou a própria mãe, Lindalva André da Silva, a golpes com um pedaço de madeira, no dia 18 de dezembro de 2013, quando ainda tinha 19 anos e a vítima 42 anos de idade. O assassinato aconteceu na casa deles, no município de Caiçara, localizado na região do Brejo da Paraíba, a 142 quilômetros de João Pessoa.
Para o conselho de sentença, o réu matou a mãe e cometeu o crime de modo cruel, agindo de forma que impossibilitou a defesa da vítima. De acordo com uma testemunha, Moisés premeditou o homicídio.

Na sentença, a juíza Bárbara Bortoluzzi destaca o laudo psiquiátrico, segundo o qual o acusado possui sério transtorno e desvio de personalidade, havendo, por conta disso, fortes indícios de que ser ele for solto, poderá cometer crimes dessa e de outra natureza.

Participaram do julgamento o promotor de Justiça Alley Escorel e o defensor público Antônio Rodrigues de Melo.
MP

Print Friendly, PDF & Email

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios