DestaquesJustiça

3ª edição do ‘HackFest Contra a Corrupção’

A Comissão Organizadora da 3ª edição do ‘HackFest Contra a Corrupção’ do Ministério Público da Paraíba (MPPB) está finalizando os preparativos para a abertura do evento que se inicia hoje. Com a presença do ministro interino da Transparência, Fiscalização e Controladoria Geral da União, Wagner de Campos Rosário, e de várias autoridades convidadas, a solenidade de abertura do HackFest 2017 acontece às 15h30 desta sexta-feira (9), no Espaço Cultural José Lins do Rego, em João Pessoa.

Com uma programação dinâmica (30 horas de atividades), o HackFest do MPPB irá atender aos cerca de três mil participantes esperados para o evento (entre maratonistas, público e agentes de órgãos públicos, de universidades etc.). A solenidade de abertura será presidida pelo procurador-geral de Justiça do MPPB, Bertrand de Araújo Asfora, no Teatro Paulo Pontes, do Espaço Cultural, localizado à Rua Abdias Gomes de Almeida, 800, no Bairro de Tambauzinho, na capital paraibana.

Após a abertura oficial, que nesta edição tem como tema ‘Tecnologia, Transparência e Cidadania’, está programada a palestra da escritora e consultora Martha Carrer Cruz Gabriel. Idealizado pelo MPPB, por meio do seu Núcleo de Gestão do Conhecimento e Segurança Institucional (NGCSI), o ‘HackFest Contra a Corrupção’ é uma maratona hacker de programação que pretende, por meio do desenvolvimento de soluções tecnológicas, envolver a sociedade no combate à corrupção.

Dia 9 de junho (sexta-feira)

# das 15h30 às 17h (Teatro Paulo Pontes): abertura oficial e palestra com Martha Gabriel;

# das 19h às 23h (“Nave”): brainstorming, formação de equipes e apresentação das ideias.

Dia 10 de junho (sábado)

# das 8h30 às 12h (Teatro Paulo Pontes): Painel 1 – ‘Tecnologia da Informação à Serviço da Cidadania’ – Palestrantes: Irio Musskopf, Sílvio Meira, Stephan Garcia e Wesley Vaz;

# das 8h30 às 12h (Sala 1): Oficina 1 – ‘Crimes digitais, cyberbulying e o uso seguro da internet – Facilitador: Rodrigo Nejm;

# das 8h30 às 12h (Sala 2): Oficina 2 – ‘Corrupção nas licitações pública’ – Facilitadores: Franklin Brasil, Felipe Leitão Roquete e Bruno Garcia;

# das 8h30 às 12h (Sala 3): Oficina 3 – ‘Tratamento de denúncias do cidadão’ – Facilitadora: Débora Queiroz Afonso;

# das 14h às 17h30 (Teatro Paulo Pontes): Painel 2 – ‘O Direito na Gestão Pública e no Combate à Corrupção’ – Palestrantes: Affonso Guizzo Neto, Carlos Ragazzo, Júlio Marcelo e Roberto Livianu;

# das 14h às 17h30 (Sala 1): Oficina 4 – ‘Lei de Acesso à Informação: como usar, como implementar’’ – Facilitador: Abelardo Lopes;

# das 14h às 17h30 (Sala 2): Oficina 5 – ‘Integridade empresarial’ – Facilitadores: João Peixoto Neto e Luana Almeida;

# das 14h às 17h30 (Sala 3): Oficina 6 – ‘Cidadania e controle social: como transformar a realidade em nossas cidades’ – Facilitadores: Caio Henrique, Henrique França, Karine Oliveira, Maria Júlia Wotzik e Sérgio Aires;

# das 18h às 19h30 (Cine Bangüê): Filme: ‘Quanto Vale ou é Por quilo?’;

# das 19h às 21h30 (Teatro Paulo Pontes): Painel 3 – ‘Transparência Pública’ – Palestrantes: Gil Castelo Branco, Nicole Verillo, Marlon Reis e Fábio George Cruz da Nóbrega.

Dia 11 de junho (domingo)

# das 9h30 às 12h (Sala 1): Oficina 7 – ‘Transparência pública e controle da corrupção’ – Facilitadores: Andréa Nunes, Gustavo Rabay e Fabiano Emídio;

# das 9h30 às 12h (Sala 2): Oficina 8 – ‘Metodologia hackfest’;

# das 16h às 17h30 (Cine Bangüê): Filme: ‘Quanto Vale ou é Por quilo?’;

Print Friendly, PDF & Email

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo