Saúde

Agevisa ressalta importância do serviço Alô Saúde para o enfretamento das gripes

O diretor-geral da Agência Estadual de Vigilância Sanitária, Geraldo Moreira de Menezes, destacou a importância do Serviço de Teleatendimento “Alô Saúde” para fortalecer a saúde preventiva no enfrentamento às doenças com sintomas gripais na Paraíba. “Disponibilizada em 06 de janeiro, através do telefone (83) 3211-9844, a Central realizou, nos sete primeiros dias de operação, uma média de 300 atendimentos, dos quais (conforme dados SES/PB) 77% identificaram sintomas leves de síndrome gripal, sendo as pessoas nesta situação orientadas a permanecerem em suas casas. Com isso, evitou-se que as mesmas se dirigissem, desnecessariamente, aos serviços de saúde para provocarem aglomerações e se exporem a contágios mais sérios e perfeitamente evitáveis”, comentou o diretor da Agevisa/PB.

O Serviço de Teleatendimento “Alô Saúde” é uma iniciativa da Secretaria de Estado da Saúde (SES/PB), liderada pela Escola de Saúde Pública da Paraíba (ESP/PB), em conjunto com o Hospital de Clínicas de Campina Grande. O objetivo da Central é tirar dúvidas da população sobre síndrome gripal, considerando os cenários de pandemia da Covid-19 e da gripe H3N2. O atendimento ao público é feito das 08 às 18h00, das segundas às sextas-feiras.

Maior proteção – Ao ligarem para o número (83) 3211-9844, as pessoas interessadas são atendidas por profissionais capacitados a tirarem todas as dúvidas e a oferecerem as orientações sobre as condutas que deve ser adotadas em cada caso. Se os sintomas descritos são considerados leves, os pacientes são orientados a ficarem em suas casas, em processo de isolamento. Já para os casos mais complexos, orienta-se quanto ao serviço de saúde que deverá ser procurado.

Segundo a SES/PB, “o objetivo da estratégia é tirar dúvidas relacionadas às doenças que apresentem sintomas gripais e evitar que a população se dirija aos serviços de referência em busca dessas orientações. Assim, os usuários poderão ter as informações necessárias em casa, e a procura por atendimento médico presencial será indicada somente nos casos de maior risco ou de maior gravidade, evitando-se as longas filas de espera e aglomerações nos serviços de saúde”.

Dúvidas principais – Ainda conforme a SES/PB, no contato inicial, é feito o registro do nome, profissão e dados pessoais gerais do usuário. Em seguida, a pessoa é questionada sobre o principal intuito da ligação, seja para esclarecer alguma dúvida ou se apresenta sintomas gripais. Desde a implantação do serviço, 77% dos atendimentos envolveram pessoas com sintomas e 23% destinaram-se a usuários que procuraram o Alô Saúde apenas para solucionar dúvidas, especialmente sobre o tempo que a pessoa com sintomas gripais precisa ficar em isolamento domiciliar e sobre qual medicação deve ser tomada.

Print Friendly, PDF & Email

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios