Cotidiano

Aprovado protocolo de acompanhamento de crianças vítimas de violência doméstica

A Comissão de Direitos Humanos e Minorias, da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), aprovou o Protocolo de Acompanhamento e Averiguação de crianças e adolescentes que apresentem atitudes características de vivência de violência doméstica na rede estadual de ensino. O texto foi aprovado por unanimidade durante reunião remota.

Os membros da Comissão aprovaram o acompanhamento das crianças e adolescentes que apresentem atitudes características de vivência de violência doméstica na rede estadual de ensino. O texto apresentado pelo deputado Wallber Virgolino solicita a implantação do Protocolo de Acompanhamento e Averiguação (PAA) de crianças e adolescentes que demonstrem comportamentos condizentes com o convívio em ambiente de violência doméstica, seja através de agressões físicas, sexuais ou psicológicas, praticada por qualquer pessoa da família ou que frequente o ambiente familiar do aluno. De acordo com o PAA, o corpo psicopedagógico da Instituição de Ensino onde o aluno estuda devera identificar sinais como baixo rendimento escolar, comportamento violento, medo ou tristeza que possam indicar que a criança ou adolescente esteja vivenciando os atos de violência doméstica.

A relatora da matéria, deputada Cida Ramos analisou que a partir deste acompanhamento feito por uma equipe psicopedagógica será possível dar os encaminhamentos necessários para que essa criança possa ter um suporte do ponto de vista da averiguação e, em seguida, da investigação. “O projeto tem esse protocolo por parte da equipe técnica e pedagógica da escola no sentido de detectar se a criança que apresente algum tipo de comportamento diferenciado está sendo vítima de algum tipo de violência. É algo extremamente necessário”, opinou a relatora

Print Friendly, PDF & Email

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios