Saúde

Campina Grande promove ações em maternidades e UBS

Entre os dias 1 e 7 de agosto é celebrada a Semana Mundial de Aleitamento Materno (SMAM), um movimento de incentivo e conscientização sobre a importância da amamentação na saúde das crianças e das mães, que está completando 30 anos em 2022. Em Campina Grande, várias ações serão desenvolvidas nas maternidades e nas Unidades Básicas de Saúde. A SMAM abre a campanha agosto dourado, que

O tema da campanha este ano é “Fortalecer a amamentação: educando e apoiando” e está ligado aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) propondo um plano de ação para pessoas, planeta e economia sem destruição da natureza com vistas à erradicação da pobreza, fome zero e agricultura sustentável, saúde e bem-estar e educação de qualidade.

“Um dos desafios é reestabelecer o ato da amamentação que foi prejudicado durante a pandemia. Muitas mães acreditavam que o aleitamento poderia ser uma forma de transmissão da covid-19, caso as mães estivessem infectadas, e passaram a alimentar os bebês com produtos lácteos. Além de esclarecer que não ocorre transmissão do vírus pela amamentação, precisamos conscientizar que o leite humano, na verdade, promove muito mais saúde e proteção”, disse a coordenadora da Rede Atenção Materno-Infantil, Laudeci Brito.

A abertura da campanha acontece na segunda-feira, 1, às 16h no auditório do Instituto de Saúde Elpídio de Almeida (ISEA). Na abertura, as três maiores doadoras de leite do ano serão homenageadas. A primeira-dama, Juliana Brito de Figueiredo Cunha Lima, também participa da abertura.

Ao longo da semana serão desenvolvidas várias atividades nas demais maternidades como FAP, Clipsi e Clínica Santa Clara, além das Unidades Básicas de Saúde. Serão várias palestras sobre o tema para gestantes, mães e profissionais de saúde. Também haverá o tradicional mamaço no Parque da Criança.

O leite materno é essencial para a saúde da criança na primeira infância e deve ser ofertado de forma exclusiva até os seis primeiros meses de vida e, junto à introdução alimentar, até os dois anos de idade. O Banco de Leite Humano Dr. Virgílio Brasileiro, no ISEA, auxilia as mães que apresentam dificuldade para amamentar, fazendo a extração do leite humano, e também colhe doações de mulheres com leite excedente para alimentar recém-nascidos de todas as maternidades da cidade.

Print Friendly, PDF & Email

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios