DestaquesEconomia

Campina Grande registra crescimento de 14,3% no PIB

O prefeito reeleito de Campina Grande, Romero Rodrigues, que caminha para fechar seu primeiro mandato com uma marca exitosa de administração, tem mais um motivo para comemorar. A despeito de toda crise que enfrenta o Pais, Campina Grande teve em 2014 um crescimento de 14,3% no PIB (Produto Interno Bruto), o que resultou em dados nominais em praticamente R$ 1 bilhão a mais de um ano para o outro. Os dados foram divulgados recentemente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Trata-se, destaca Romero Rodrigues, de um resultado expressivo que coloca Campina Grande à frente de cidades com economia reconhecidamente robusta no Nordeste, como Petrolina (PE), Mossoró (RN) e Feira de Santana (BA), de acordo com o relatório do IBGE.

Para realçar a relevância desse resultado, lembra Romero Rodrigues que, desde 2012, a crise hídrica já se intensificava, isso, em pleno limiar de uma recessão econômica que levou o País a um crescimento negativo em alguns períodos, crise com forte impacto na economia dos estados e municípios.

Mesmo em meio a esse cenário negativo, o perfil da administração de Campina Grande, com sua política de investimento, transmitiu tranquilidade e segurança para a iniciativa privada continuar investindo maciçamente. “As empresas que procuram a Prefeitura sentiram credibilidade e apoio da infraestrutura e isso sinalizou muito forte para que fossem gerados resultados impactantes, como foi esse PIB de 2014”, observou Romero, com base em relatório detalhado apresentado pela Secretaria de Planejamento do Município à luz dos números do IBGE.

O prefeito reeleito lembra que, nesses últimos quatro anos, foi criado um ambiente de negócios que impulsionou muitas iniciativas, como o complexo Aluízio Campos que, sozinho, assegura mais de mil empregos formais, além de atrair empresas dos mais diversos matizes. O apoio a empreendimentos de vulto como a Alpargatas, Assaí e a consolidação do Walmart em Campina Grande são alguns exemplos apresentados por Romero Rodrigues sobre parcerias que resultam no reflexo positivo na economia da cidade.

Para Romero, a infraestrutura necessária à essa demanda de expansão podem também ser exemplificadas como os investimentos milionários, em parceria com o governo federal, na Alça Leste, na Argemiro de Figueiredo e no próprio complexo Aluízio Campos.

Romero revela que Campina ainda tem objetivo maior: ficar entre as seis cidades mais fortes no PIB. Para tanto, revelou que além de já dispor de uma ambientação de negócios plantada ao longo dos quatro anos de gestão, a cidade está preparada para acelerar o processo de crescimento: pauta do futuro.

“Vamos cumprir a chamada pauta do futuro de Campina, que já está no Planejamento Estratégico, no seu eixo prosperidade. A meta é conseguir resultados expressivos e ficar entre as primeiras cidades no PIB”, conclui..

Print Friendly, PDF & Email

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios