HOME_______________________________________________

Cássio pede aumento da cota de leite para pequenos produtores

Em audiência com o Ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra, em Brasília, o senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), atendendo reivindicação dos produtores de leite do Estado, formalizou o pedido de aumento no limite financeiro e de cota diária para a produção leiteira na Paraíba.

Com o teto financeiro do programa congelado há mais de oito anos, o pequeno produtor só pode fornecer apenas 8 mil reais por ano, o que equivale a uma cota diária de 13 litros de leite de cabra e 19 litros para leite de vaca, e ainda a defasagem do preço do litro leite in natura por R$ 1,13 (vaca) e R$ 1,65(cabra), e de R$ 0,70 por litro de leite beneficiado pelos pequenos laticínios de Associações e Cooperativas que ainda resistem.

“Essa realidade inviabiliza totalmente a produção, a comercialização e a continuação do programa do leite. Eu apresentei, inclusive, um Projeto de Lei que aumenta o limite para cento e cinquenta litros de leite por dia de cada produtor. Mesmo que não fique nesse teto, se chegarmos a cinquenta litros, já ficaria razoável, para que o programa volte a ter escala, a gerar renda, criar empregos, volte a ser um fator de desenvolvimento para o estado”, destacou Cássio.

Recursos garantidos – O Ministro Osmar Terra foi receptivo ao pleito e reconhece que a produção leiteira no semiárido do Nordeste, em especial na Paraíba, é extremamente relevante e se disse que vai buscar caminhos para atender as solicitações apresentadas pelo senador Cássio. Ele garantiu que a Paraíba tem 4 milhões a serem liberados, em até 48 horas, tão logo o governo do estado faça a prestação de contas. Quanto ao aumento do teto financeiro e da cota diária, o Ministro se comprometeu em fazer uma análise.

“Esse programa é extremamente relevante para manter as famílias e que elas possam ter uma renda melhor e viver em melhores condições em sua propriedade. O senador traz um tema crucial para as políticas de segurança alimentar no Brasil. Com o Ministério do Desenvolvimento Social nós vamos nos empenhar para conseguir esses recursos”, assegurou o ministro.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Veja online a situação da Pandemia

^ Ir Para Topo ^