Política

CPI do Feminicídio debate ações de combate à violência contra a mulher

Em 2020, foram registrados 93 assassinatos de mulheres na Paraíba. Desses, 36 foram caracterizados como feminicídio. São dados preocupantes, que comprovam o quanto esse tema é necessário, especialmente nesse momento de pandemia, em que a vítima convive mais com o agressor e fica ainda mais suscetível às diversas nuances de violência. O alerta é da deputada Cida Ramos, que presidiu a sessão pública da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Feminicídio da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB).

A sessão, que teve como pauta o debate de políticas públicas de combate à violência contra a mulher em Campina Grande e regiões, reuniu parlamentares, professores, pesquisadores, entidades e autoridades do Estado, que destacaram os crimes ocorridos na cidade, bem como a estruturação da rede de proteção local.

A presidente da CPI, a deputada Cida Ramos, destacou o papel do Poder Público na busca de soluções e de uma política de enfrentamento ao ciclo de violência contra as mulheres nesse período de distanciamento social. “Reafirmo meu compromisso de lutar contra essa barbárie social, porque entendo que nós não teremos democracia, desenvolvimento, civilização, enquanto as mulheres forem consideradas cidadãs de segunda categoria”, complementou Cida Ramos.

Print Friendly, PDF & Email

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios