HOME_______________________________________________

Crianças escrevem as primeiras palavras durante o ensino remoto municipal

Escolas e creches continuam fechadas, mas o ensino continua. O espaço virtual se tornou a nova sala de aula para estudantes do mundo todo, por causa da pandemia, mas quem pensa que o processo de aprendizagem e de alfabetização ficou penalizado, se engana.

Professoras da Escola Municipal Maria José Carvalho de Sousa, bairro de Vila Cabral em Campina Grande, registraram um estudante do 1º ano do Ensino Fundamental I escrevendo as primeiras palavras. As aulas acontecem através da plataforma Google Classroom, utilizada no processo de ensino remoto.

A gestora da escola, Severina Mendes de Menezes, diz que o processo de Educação Infantil requer muito mais cuidado e atenção, já que estás séries funcionam como a base de toda a vida escolar das crianças. “Na Educação Infantil a prioridade é o contato físico e a afetividade. Agora, de forma remota, acredito que tivemos êxito pela maneira como a professora desenvolveu as atividades. Destacamos essas experiências positivas, porque elas são o princípio da Educação Infantil e início do Fundamental I”, ressalta.

A professora Franciane Garcia, que fez o registro da atividade, afirma que o resultado não surpreende, já que os estudantes foram acompanhados desde o primeiro momento em que as aulas presenciais foram suspensas.

“Este resultado não nos surpreende. Nossas crianças têm sido acompanhadas desde o primeiro momento que ficaram sem aulas presenciais. Foi um trabalho intenso de produção de fichas material de apoio, vídeos e silabário. Contamos com muito suporte das famílias que nos apoiaram nesse processo. Para este aluno, especificamente, selecionei palavras que já havíamos trabalhado o repertório anteriormente e ele escreveu na plataforma, acredito que pela tela do celular”, conta.

Ela explica que as atividades são pensadas para que os pequenos estudantes se divirtam aprendendo. “Usamos a plataforma para diversas atividades de leitura e escrita, de maneira a não cansar as crianças, que é uma modalidade nova. Algumas vezes trabalhamos a escrita espontânea, onde trabalhamos uma temática e depois os alunos escrevem de forma livre o que aprenderam, do jeitinho deles. Eles são escritores iniciantes e por isso se divertem usando uma nova maneira de se comunicar. Em outras oportunidades, utilizamos um banco de palavras com imagens para correspondência”, afirma a professora.

“Nunca imaginei que um dia trabalharia desta forma, mas fico muito feliz vendo os resultados positivos, mesmo à distância. Agora partilhamos as angústias e alegrias com as famílias e, por incrível que pareça, temos agora um contato mais direto. Sinto às famílias mais próximas de mim”, conta.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Veja online a situação da Pandemia

^ Ir Para Topo ^