CotidianoDestaques

Justiça realiza 6 mil exames de DNA

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) registrou 5.989 pedidos de perícia de DNA para investigação de paternidade, no ano passado. Somente em janeiro de 2017, foram agendados 495 novos exames. Os dados são do Departamento de Instrução Processual (Deinp) da Diretoria-Geral de Apoio aos Órgãos Jurisdicionais (DGJUR).

A capital detém o maior número de exames. Em 2016, foram realizados 1.499, o equivalente a cerca de 26% dos pedidos. Em segundo lugar, aparece o 4º Núcleo Regional (Duque de Caxias), com 1.381 agendamentos. A região com menor demanda é o 9º NUR (Nova Friburgo), com 170 pedidos, 4% do total.

“O TJ trabalha para expandir o acesso do cidadão à Justiça. Essa iniciativa é essencial para isso, pois muitas pessoas não têm condições financeiras para fazer o exame de DNA”, disse José Manoel Souza, diretor do Deinp.

Os exames são feitos através de contrato firmado em 1997 com a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Em 2017, o Deinp, de acordo com orientação da administração do Poder Judiciário fluminense, realizará estudos para promover a melhoria do serviço e aumentar o número de exames com eficiência e celeridade, sem ultrapassar a previsão orçamentária.
TJRJ

Print Friendly, PDF & Email

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios