Saúde

Mais 2,3 milhões de medicamentos de intubação serão distribuídos

Mais 2,3 milhões de medicamentos de intubação orotraqueal (IOT) serão distribuídos pelo Ministério da Saúde. Os insumos foram adquiridos na China e doados ao Governo Federal por um grupo de empresas formado pela Petrobras, Vale, Engie, Itaú Unibanco, Klabin e Raízen.

“A obrigação de adquirir esses medicamentos é de estados e municípios. Todavia, estamos em uma emergência pública internacional e nós temos que tomar as providências necessárias para assegurar o abastecimento em todo o país, principalmente em municípios menores que não têm condições de compra”, afirmou o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

“Com base em experiências anteriores, a expectativa é de que, em menos de 48 horas, os medicamentos sejam distribuídos para todos os estados”, ressaltou o secretário-executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Cruz.

Desde o início da crise da Covid-19, o Ministério da Saúde já enviou aos estados e municípios mais de 8,6 milhões de medicamentos para intubação. Além disso, atua na aquisição de medicamentos hospitalares por outros meios: há dois pregões em aberto e está em andamento uma compra direta via Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS).

Veja a distribuição dos medicamentos por Unidade Federativa

Com informações do Ministério da Saúde

Print Friendly, PDF & Email

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios