DestaquesTransposição

Ministério diz que previsão é aumentar para 4,5m³/s na Transposição

O Ministério da Integração Nacional respondeu a questionamentos feitos pelo Ministério Público Federal, na Paraíba, encaminhados por meio da Procuradoria da República no município de Monteiro. O Ministério da Integração confirmou a vazão atual de 2 metros cúbicos na Paraíba, noticiados na manhã desta sexta-feira pelo Portal ClickPB, mas a previsão é aumentar para 4,5m³/s até segunda-feira. 

O MPF-PB oficiou no dia 14 a Secretaria de Infraestrutura Hídrica do Ministério da Integração Nacional para que informasse a vazão da água da transposição do rio São Francisco no estado. O prazo dado foi de até 72 horas para manifestação, prazo que termina hoje. 

De acordo com o Ministério da Integração, “o Projeto São Francisco está em fase de testes e tem disponibilizado uma vazão de 2m³/s no leito do rio Paraíba, em Monteiro (PB). Assim que for concluído o processo de enchimento dos dois reservatórios (Campos e Barro Branco), que estão localizados após a EBV-6, será possível fornecer imediatamente 4,5 m³/s no manancial, que já poderá ocorrer até a próxima segunda-feira (20)”. 

Ainda segundo o órgão, a expectativa é de que seja entregue 9m³/s, assim que os dois conjuntos de motobombas estiverem funcionando simultaneamente.
Na última terça-feira (14), de forma proativa, o Ministério da Integração Nacional enviou, por meio eletrônico, a ficha cadastral necessária à liberação do acesso ao portal do Projeto São Francisco aos procuradores do MPF/PB para preenchimento e devolução a esta pasta. O cadastramento será realizado tão logo o Ministério receba este documento. A partir daí, serão enviados os logins e senhas para consulta do material técnico. Destaca-se que este é um procedimento de praxe com todos os órgãos de controle e fiscalização que acompanham o Projeto São Francisco.
 
3. A última estação de bombeamento (EBV-6) do Eixo Leste a elevatória está operando com uma motobomba que possui capacidade para liberar uma vazão de 4,5 m³/s, o equivalente ao volume necessário para atender a uma população de aproximadamente 2 milhões de pessoas e suficiente para que a água do rio São Francisco chegue ao reservatório Boqueirão, em Campina Grande (PB). Eventualmente, o funcionamento de uma das motobombas pode ser interrompido para ajustes previstos, uma vez que o processo de bombeamento foi iniciado há poucos dias.
 
4. Atualmente, o Projeto São Francisco está em fase de testes e tem disponibilizado uma vazão de 2m³/s no leito do rio Paraíba, em Monteiro (PB). Assim que for concluído o processo de enchimento dos dois reservatórios (Campos e Barro Branco), que estão localizados após a EBV-6, será possível fornecer imediatamente 4,5 m³/s no manancial, que já poderá ocorrer até a próxima segunda-feira (20).  A expectativa é de que seja entregue 9m³/s, assim que os dois conjuntos de motobombas estiverem funcionando simultaneamente.
 
5. Por se tratar de um rio estadual, a vazão que chega ao açude Poções deverá ser medida pelo governo da Paraíba – responsável pela gestão do reservatório.
clickPB

Print Friendly, PDF & Email

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios