Policial

Operação Aracati cumpre mandados judiciais contra facção criminosa

As forças de Segurança Pública da Paraíba (Polícia Civil, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar), as secretarias de Estado da Segurança e da Defesa Social (Seds) e de Administração Penitenciária (Seap), em atuação conjunta com o Ministério Público do Estado da Paraíba, por meio do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), desencadearam a “Operação Aracati”. A finalidade é dar cumprimento a mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão expedidos pelo Poder Judiciário da Comarca de São José de Piranhas.

As persecuções penais objetivam responsabilizar os envolvidos pela prática dos crimes de tráfico de drogas, inclusive interestadual; associação para o tráfico de drogas (arts. 33, 35 e 40, V da Lei nº 11.343/06); comércio ilegal de arma de fogo (art. 17 da Lei nº 10.826/03); lavagem de capitais (art. 1º, § 1º, II da Lei nº 9.613/98); associação criminosa (art. 288 do Código Penal) e organização criminosa (art. 2º, caput e §§ 2º e 3º da Lei 12.850/13). Foram oferecidas três denúncias pela Promotoria de Justiça de São José de Piranhas, cujos autos tramitam sob segredo de Justiça junto ao Juízo de Direito da Comarca de São José de Piranhas-PB.

As denúncias são relativas a fatos que envolvem a atuação de integrantes da facção criminosa denominada de ‘Nova Okaida’ na prática dos crimes investigados. Estão sendo cumpridos 62 mandados judiciais, expedidos nas ações penais em curso, sendo 34 de prisão preventiva e 28 de busca e apreensão, em face de 39 pessoas, nas cidades de João Pessoa, Campina Grande, São José de Piranhas, Aguiar, Sousa, Cajazeiras, Carrapateira e Catolé do Rocha, bem como nos estados de São Paulo e Ceará. O trabalho conta com a participação de 23 equipes da Polícia Civil, de 26 equipes da Polícia Militar, de quatro equipes do Gaeco/MPPB e de integrantes do Corpo de Bombeiros Militar e da Seap.

Print Friendly, PDF & Email

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios