Justiça

Pleno elege representantes para o CNJ e forma lista sêxtupla para o TRF-1

O Conselho Pleno da OAB, reunido em caráter extraordinário escolheu, por votação nominal, os representantes da advocacia no Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e formou a lista sêxtupla para a vaga de desembargador do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1). As duas vagas para o CNJ no próximo biênio serão ocupadas pelos advogados Marcus Vinicius Jardim Rodrigues e Marcelo Terto e Silva.

Ao proclamar o resultado, o presidente nacional da OAB, Felipe Santa Cruz, desejou sorte aos advogados eleitos pelo conselho. “Parabéns a todos os candidatos e, em especial, aos eleitos. Tenho certeza que honrarão as melhores tradições da advocacia naquele importante colegiado, exatamente por serem parte de nossos melhores quadros. Aproveito para agradecer publicamente ao André Godinho, que se despede do CNJ e que foi muito importante para nós”, afirmou.

Marcus Vinicius Jardim Rodrigues, reeleito para o biênio 2022/2023, disse que pretende seguir enfrentando os desafios com disposição e trabalho, e Marcelo Terto e Silva prometeu honrar a confiança dos colegas de plenário. “É uma representação da advocacia, portanto tudo será feito pensando no coletivo”, completou. 

A banca designada para a arguição dos candidatos ao CNJ foi composta pelos conselheiros federais Felipe Sarmento (AP), Alex Sarkis (RO) e Kellen Pedreira do Valle (TO). Já a comissão de apuração dos votos teve a conselheira Daniela Teixeira (DF) e o conselheiro Felipe Sarmento (AP). Nenhum membro honorário vitalício – que também têm direito ao voto – esteve presente à sessão.

Print Friendly, PDF & Email

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios