On line

Prefeitura investe em tablets para melhorar o tempo resposta dos atendimentos do SAMU

A Secretaria de Saúde de Campina Grande está melhorando ainda mais o atendimento do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (192) investindo em tecnologia e sistemas que facilitam o trabalho dentro e fora das ambulâncias.

As equipes passaram a utilizar tablets que permitem o uso de geolocalização para o deslocamento ao destino e para o controle das ambulâncias na base Um software foi criado pela pasta para que a ambulância não precise mais ter que passar na unidade para iniciar a ocorrência. Com o sistema, as equipes recebem online os dados do paciente de onde estiverem e se deslocam diretamente para o local. O sistema também permite que os motoristas recebam a rota com mais precisão e encontrem o local com mais facilidade usando geolocalização. Para isso, tablets foram instalados dentro das ambulâncias.

As ocorrências recebidas na central de atendimento telefônico são enviadas diretamente para os tablets, reduzindo assim o tempo de resposta, o que também facilita para a central definir qual ambulância está mais próxima da ocorrência para poder enviá-la.

“Antes para a ambulância sair era impressa uma folha, a ambulância tinha que vir aqui na base pegar esse papel e sair para o atendimento. E muitas vezes os pontos de referência, as ruas não eram tão conhecidas pelos nossos condutores que tinham certa dificuldade de chegar em determinados lugares. Agora a ocorrência chega direto no tablet, não precisa mais a ambulância vir aqui na base, o que gera uma economia de combustível e de papel. E, com essa geolocalização, a gente pode mandar a ambulância que está mais próxima do solicitante. Reduzindo ainda mais o tempo resposta, otimizando a frota e otimizando os recursos, além de promover mais atendimentos no menor tempo possível”, disse o coordenador técnico do SAMU regional de Campina Grande, Dr. Ismael Kim.

Com o novo sistema, o rádio-operador do SAMU também poderá compartilhar essas informações com outras equipes, como a STTP em caso de acidente de trânsito, por exemplo. Em breve, as informações também serão compartilhadas com os sistemas de hospitais e UPAs para que recebam um aviso prévio da chegada das ambulâncias nos locais.

Os outros 54 municípios e 26 bases descentralizadas do SAMU que são pactuados com Campina Grande também receberão os investimentos tecnológicos e farão parte do sistema integrado, o que auxiliará também no controle da frota.

Rádios digitais – No ano passado, a Prefeitura de Campina Grande também investiu na modernização dos sistemas de comunicação do SAMU, modificando o sistema analógico de rádios para rádios digitais, com 20 aparelhos móveis utilizando tecnologia digital que funciona em 95% do território paraibano, evitando as falhas que eram comuns nos rádios analógicos, além de permitir interligação com forças de segurança como Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Polícia Rodoviária Federal e STTP.

Print Friendly, PDF & Email

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios