Saúde

Prefeitura quer implantar sistema de regulação dos leitos

Com o objetivo de instalar um modelo mais moderno e eficaz para regular os leitos hospitalares de Campina Grande, técnicos da Secretaria Municipal de Saúde realizaram na semana passada uma visita à Central de Regulação de Leitos Hospitalares de Florianópolis, em Santa Catarina.

A visita foi realizada entre os dias 23 e 27 de abril. Os profissionais foram recebidos pelo Secretário adjunto de Saúde do Estado, Marcelo Lemos dos Reis. Os profissionais de SC apresentaram o sistema de gestão e monitoramento dos hospitais públicos administrados pelo Estado e os processos necessários para a regulação na capital catarinense.

Já é a segunda visita do grupo a Florianópolis. A Prefeitura Municipal de Campina Grande quer implantar o Sistema de Regulação dos leitos de dez hospitais do município que têm convênio com o Sistema Único de Saúde. São os hospitais públicos municipais: Pedro I, Doutor Edgley Maciel, o Hospital da Criança e do Adolescente, e o Instituto de Saúde Elpídio de Almeida; os demais hospitais públicos ligados ao sistema: Hospital de Trauma e Hospital Universitário; e as unidades da rede complementar: a Clipsi, o Antônio Targino, o João XXIII e a FAP.

“Nós queremos modernizar o sistema de regulação de leitos. Hoje funcionamos como a maioria dos municípios brasileiros, regulando os leitos por meio de ligações telefônicas. Queremos informatizar esse serviço, de modo que um sistema gerenciador vai organizar a oferta e a demanda dos leitos de cada hospital, dando em tempo real para todos os colaboradores a informação sobre em qual unidade hospitalar tem vaga e onde um paciente está precisando ser transferido. Isso vai otimizar e diminuir o tempo de espera dos pacientes que necessitam de transferência”, explicou a Secretária de Saúde, Luzia Pinto.

A secretária explicou que o modelo é semelhante ao implantado na parte ambulatorial de marcação de consultas e exames que está em vigor na Atenção Básica. “É um segundo módulo do Sisreg”, disse.

Print Friendly, PDF & Email

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios