Saúde

Saúde não detecta casos de Covid-19 em comunidade venezuelana

O prefeito Romero Rodrigues acompanhou o trabalho da equipe da Secretaria de Saúde de Campina Grande de aplicação de testes rápidos num grupo de 57 imigrantes venezuelanos que vem recebendo assistência do Município nos últimos meses. Ao final, a boa notícia: nenhuma das pessoas submetida ao exame testou positivo para a Covid-19.

Foram submetidos a testes, também, 10 servidores da Secretaria de Assistência Social (Semas), que trabalham diretamente com a comunidade. Da mesma forma, não foram detectados infectados no grupo.

A equipe de Vigilância em Saúde, da SMS, também aplicou a vacina contra o virus do H1N1 em todos os homens, mulheres e crianças da comunidade acomodada no Serviço de Convivência e Fortalecimento dos Vínculos (SCFV), em Bodocongó.

Acompanhado pelos secretários Filipe Reul (Saúde) e Maésio Tavares (Semas), Romero cumprimentou o grupo e desejou boa sorte a todos. E o prefeito terminou por comemorar os resultados. “Graças a Deus, sentimo-nos aliviados por nossos irmãos da Venezuela e por Campina Grande, que os acolheu”, prontificou.

A atenção aos venezuelanos não para por aí. Nos próximos dias, em data a ser agendada pelo prefeito, será inaugurado o centro de acolhimento à comunidade em Campina Grande. O prédio da Escola Municipal Sérgio de Almeida, no bairro do Jeremias, foi adaptado pela Semas para acolher o grupo de imigrantes em situação de fragilidade social.

Print Friendly, PDF & Email

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios