HOME_______________________________________________

Secretaria inicia licitação para transmitir aulas pela TV aberta

A Prefeitura de Campina Grande, através da Secretaria de Educação (Seduc), iniciou o processo de licitação para contratação do serviço de transmissão de aulas em TV aberta. A transmissão das aulas, via TV aberta, será possível através do decreto 10.312/2020 do Governo Federal, que permite às emissoras de TV transmitirem através de um único canal até quatro programações simultâneas.

O decreto, edital em abril deste ano, especifica que o conteúdo veiculado deve se destinar à Educação, Ciência e Tecnologia, Inovação, Cidadania e/ou Saúde.

Na rede municipal de ensino, as aulas remotas estão ocorrendo desde o início da pandemia. Mas, o acesso à internet ainda é limitado para alguns públicos. Por causa disso, a transmissão das aulas em TV aberta pode ampliar o acesso ao ensino remoto, durante a pandemia. A ação vai beneficiar cerca de 34 mil estudantes.

Para o secretário Rodolfo Gaudêncio, essa ação visa tornar mais acessível o ensino àqueles alunos que não dispõem de internet de qualidade. “As aulas remotas estão ocorrendo desde março e agora ampliamos essa ação com a possibilidade de as aulas serem transmitidas em TV aberta. Uma vez que foi facultado, pelo Governo Federal, a abertura de multicanais, as emissoras abrem canais exclusivos para aquela transmissão. A Seduc está licitando esse serviço e estamos fazendo o chamamento aos nossos professores para capacitá-los a participarem das transmissões, explicou.

A previsão é de que o conteúdo esteja no ar entre 45 e 60 dias. Cerca de 100 professores serão capacitados para este modelo de ensino. A grade de programação ainda não foi formulada, porque o processo licitatório está em fase inicial, mas as aulas via TV aberta vão contemplar todos os públicos, desde a Educação Infantil até a Educação de Jovens e Adultos (EJA).  

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Veja online a situação da Pandemia

^ Ir Para Topo ^