Saúde

Segunda dose da vacina é importante para garantir a eficácia

Todos os brasileiros que tomaram a primeira dose das vacinas Coronavac e Oxford/AstraZeneca devem comparecer aos postos de vacinação para a segunda aplicação e, assim, garantir a completa eficácia desses dois imunizantes.

Mesmo aquelas pessoas que perderam o prazo estabelecido no cartão de vacinação para o reforço da vacina contra a Covid-19, devem procurar uma unidade de Saúde para a segunda dose.

“A recomendação do Programa Nacional de Imunizações (PNI) é que elas completem o esquema. Então, quem atrasou e não conseguiu ir com 28 dias de intervalo da Coronavac ou aquelas que não conseguiram ir com 84 dias da vacina AstraZeneca, devem comparecer para completar o esquema”, enfatizou a coordenadora do Programa Nacional de Imunizações, Francieli Fantinato.

Para garantir que quem tomou a primeira dose esteja completamente imunizado, o Ministério da Saúde, em parceria com o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS) e o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems), orienta sobre a estratégia de busca ativa por essas pessoas, a fim de que elas completem o esquema vacinal, garantindo a eficácia completa do imunizante.

UTI Covid-19

Mais 666 leitos de UTI Covid-19 foram autorizados, nessa terça-feira (20), para sete estados: Alagoas, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Santa Catarina e São Paulo. O valor do repasse mensal será de mais de R$ 31,9 milhões, correspondente à abril.

Somente em 2021, já foram autorizados pelo Ministério da Saúde mais de 18 mil leitos de UTI Covid-19 adultos e pediátricos para tratamento de pacientes graves. O investimento é de quase R$ 1,3 bilhão.

Suporte Ventilatório Pulmonar

Mais 526 leitos de Suporte Ventilatório Pulmonar para atendimento exclusivo aos pacientes confirmados ou com suspeita de Covid-19 foram autorizados pelo Ministério da Saúde nessa terça-feira (20). A medida reforça os atendimentos no Sistema Único de Saúde (SUS) em Hospitais Especializados, Unidades Mistas, Hospitais de Pequeno Porte, Prontos Socorros, Unidades de Pronto Atendimento, Hospitais de Campanha e Hospitais Gerais.

As autorizações, em caráter excepcional e temporário, são destinadas para o Distrito Federal e os estados da Bahia, Goiás, Minas Gerais, Paraná, São Paulo, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Sergipe, Amazonas e Rio Grande do Sul. O valor do repasse mensal é de mais de R$ 7,5 milhões, correspondente a abril.

Os leitos de Suporte Ventilatório Pulmonar são voltados para pacientes de Covid-19 que não evoluíram para estado grave, mas que necessitam de suporte de oxigênio. A autorização ocorre sob demanda dos estados, que têm autonomia para disponibilizar e financiar quantos leitos forem necessários. Mesmo assim, devido ao cenário atual, o Ministério da Saúde disponibiliza recursos financeiros e auxílio técnico para o enfrentamento da doença.Com informações do Ministério da Saúde

Print Friendly, PDF & Email

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios