Emprego

“Servidores não podem ser penalizados por irresponsabilidade de gestões anteriores”, afirma vereador sobre reforma previdenciária

O vereador Junio Leandro abordou mais uma vez o tema da reforma previdenciária municipal na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP). Ele usou seu pronunciamento para pedir que a prefeitura negocie com os servidores a proposta apresentada para a reforma da previdência municipal.

Segundo o vereador, cada município deve adequar a proposta de reforma de acordo com as peculiaridades locais e debatendo com os servidores. “Os servidores não podem ser penalizados por gestores que aumentaram o déficit previdenciário. Cada município adotou a sua forma de alterar as normas da previdência de seus servidores. Temos que debater e chegar em um consenso para que não haja perdas e que nenhum dos lados saia prejudicado”, defendeu, sugerindo a apresentação de uma proposta que seja aberta a alterações.

Para Junio Leandro, o crescimento do déficit previdenciário tem como causas a desvalorização dos servidores municipais e a falta de concursos públicos. Ele acrescentou que, se providências tivessem sido tomadas, haveria aumento considerável nas contribuições previdenciárias eliminando o déficit.

“Em Fortaleza, a reforma teve 300 propostas de emendas. Campina Grande aumentou a alíquota de 11 para 14% para que melhore a arrecadação e de forma gradativa venha a sanar o rombo previdenciário. Entendo que o IPM esteja passando por maus bocados, mas não por culpa dos trabalhadores. É por ingerência dos gestores. Os trabalhadores não têm nada a ver com a falta de gestão”, reforçou o parlamentar salientando que não compõe a bancada de oposição na Casa, mas que apenas defende os trabalhadores.

Print Friendly, PDF & Email

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios