HOME_______________________________________________

Sessão discute situação da UEPB e comissão criada

Uma comissão composta por representantes da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), o comando de greve, representante dos estudantes, representante da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) e do Sindicato dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes) foi formada, durante uma nova sessão especial no plenário José Mariz para discutir a situação em que se encontra a Universidade Estadual da Paraíba (UEPB). 

Em greve desde o final de fevereiro, os docentes da instituição reivindicam reajuste salarial de 17,7% e melhorias na infraestrutura e condições de trabalho da Instituição, que, segundo eles, estão precarizadas.  

Dentre os problemas vivenciados pela Instituição, os professores destacam a inexistência de laboratório; necessidade de construção e ampliação de salas de aula em diversos cursos e Campi; ausência de espaço físico próprio para os Campi de João Pessoa, Patos e Monteiro, que funcionam em prédios cedidos por escolas estaduais ou alugados; consolidação da política estudantil; situação precária dos professores substitutos; desrespeito a data-base da categoria desde 2010; entre outros. 

A sessão foi requerida pelo deputado Aníbal Marcolino (PEN) para ampliar a discussão com autoridades, professores, servidores e alunos, e vários deputados, entre eles, Raniery Paulino (PMDB), Olenka Maranhão (PMDB), Daniela Ribeiro (PP), Anísio Maia (PT), Frei Anastácio (PT), Hervázio Bezerra (PSDB), participaram da solenidade.

Várias autoridades, a exemplo dos secretários estaduais Mércia Lucena (Educação), Aracilba Rocha (Finanças), Gustavo Nogueira (Planejamento) e Lúcio Flavio (Casa Civil); o reitor Rangel Júnior; e representantes do Ministério Público Estadual (MPPB) foram convocados para sessão, mas, destes, apenas o reitor compareceu a sessão. O chefe de gabinete do governador Ricardo Coutinho (PSB), Waldir Porfírio, representou o Estado na solenidade. Também estiveram presentes o professore Josivaldo Cunha, diretor da Andes-SN; José Cristóvão Andrade, presidente da Aduepb; vários membros do comando de greve, como Cristiane Nepomuceno e José Sérgio Cunha. 

Na oportunidade, o deputado Raniery Paulino solicitou ao reitor Rangel Júnior que ele explique quanto o Governo do Estado está “devendo, ou deixando de repassar para UEPB, já que a instituição tem autonomia financeira e administrativa”. Já a deputado Daniela Ribeiro lembrou que em 2012 a Casa de Epitácio Pessoa apresentou uma emenda de R$ 10 milhões, para o Orçamento de 2013, para serem aplicados na Universidade Estadual. “É bom que o reitor explique o que está sendo feito com este dinheiro”, ressaltou. 

A primeira reunião da comissão foi marcada para a próxima terça-feira (9), às 15h, no auditório João Eudes. 

ALPB

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Veja online a situação da Pandemia

^ Ir Para Topo ^