Diminui a quantidade de dinheiro nos ônibus de Campina Grande

onibus3_menorMenos de 10% dos passageiros pagam tarifa em dinheiro no transporte coletivo de Campina Grande

Os usuários do transporte público coletivo de Campina Grande preferem usar o cartão eletrônico “Vale Mais Card”, ao invés do dinheiro. O uso do ‘cartão inteligente’ torna a viagem mais prática, segura, além de facilitar o embarque do passageiro. Atualmente, apenas 7% dos passageiros ainda usam o dinheiro para pagar a tarifa.

A informação é da Superintendência de Trânsito e Transportes de Públicos de Campina Grande (STTP), órgão gestor do sistema. O uso do cartão evita vários problemas, como a falta de troco, diminui a quantidade de dinheiro em poder do operador e garante o saldo dos créditos do cliente em caso de extravio do cartão.

REDE DE VENDAS – Os usuários do “Vale Mais Card” contam com mais de 150 pontos de recarga do cartão espalhados em vários estabelecimentos comerciais da cidade para facilitar a aquisição dos créditos. Através de parceria comercial, os créditos podem ser obtidos pelos clientes do “Vale Mais Card” em bancas de revistas, mercearias, farmácias, panificadoras, lojas de conveniência, lanchonetes, “lan house”, dentre outros estabelecimentos localizados nas instituições de ensino superior, além dos guichês do terminal de integração. Alguns desses postos de venda, funcionam diariamente, inclusive nos fins de semana e na maioria dos feriados.

A gerente de transportes da STTP, Araci Brasil, destacou que os dados estatísticos superiores a 90% das pessoas que utilizam o “Vale Mais Card” mostram que a população está entendendo que só tem vantagem ao aderir ao sistema eletrônico. Além da praticidade, uma dessas vantagens é não circulação de dinheiro nos ônibus, fato que afasta o risco de assaltos. “Nossos usuários entenderam que o uso do cartão eletrônico torna o embarque mais fácil e o orçamento dele para transporte público coletivo está garantido”, sublinhou Araci Brasil.

Araci afirmou ainda que acredita em uma adesão total dos usuários do transporte público coletivo em um curto espaço de tempo. Segundo ela, quanto mais às pessoas conhecerem os benefícios obtidos através da bilhetagem eletrônica, maior a possibilidade delas aderirem ao sistema. “O sistema também oferece a integração temporal, ou seja, o passageiro pode fazer até dois embarques pagando apenas uma tarifa”, disse.

“Além de todas essas vantagens e benefícios que o usuário obtém com a bilhetagem eletrônica, ele ainda tem mais outros benefícios como a compra a prazo e o desconto obtido a cada 20 passagens colocadas no cartão, o que faz a tarifa ainda ser menor que a fixada”, argumentou Araci Brasil.

Já Antonino Macedo presidente do Sindicato dos Motoristas, Cobradores e Fiscais do sistema de Transporte Público de Campina Grande (SIMCOF), disse que a bilhetagem eletrônica, oferece mais comodidade aos passageiros e também facilita a vida dos operadores do sistema de transporte coletivo, em especial dos motoristas.

“Mais de 90% da população que usa ônibus em Campina Grande já utiliza o cartão para pagar a passagem, isso facilita a vida dos motoristas que não precisam se preocupar com troco, garante uma maior rapidez no embarque, diminui o índice de assaltos, além do mais, é excelente na hora da prestação de contas nas garagens, após a jornada de trabalho. Antes tínhamos que conferir o dinheiro, momento muito cansativo, agora precisa só passar o cartão no encerramento do dia e a prestação de contas acontece automaticamente, outro ponto muito positivo”, concluiu Antonino Macedo.

A dona de casa Rosilene Alves da Silva, residente na Rua Bento Figueiredo, no bairro Monte Santo, declarou que o cartão eletrônico passa muita segurança para quem usa, além de garantir os créditos em caso de extravio ou roubo. “O dinheiro a gente pode perder num assalto ou gastá-lo com outras compras. Com o cartão, o dinheiro do ônibus está garantido”, afirmou.

SERVIÇO:

Antonino Macedo – 98873.3535
Araci Brasil – 98795.6494
Anchieta Bernardino – 99984.3559

Print Friendly, PDF & Email


Veja online a situação da Pandemia

^ Ir Para Topo ^