Governo Federal assenta 10 mil famílias

O governo federal assentou 10 mil famílias no primeiro semestre, segundo balanço do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA). Os dados foram apresentados durante audiência entre o ministro Patrus Ananias e representantes do Movimento Sem Terra (MST).

“A terra é fundamental, é o primeiro passo. Se temos a terra, temos condições de ofertar a infraestrutura necessária para assegurar produtividade e qualidade de vida aos assentados da reforma agrária”, afirmou o ministro. Ele reforçou o compromisso do ministério de assentar 129 mil famílias até 2018, 40 mil até o final de 2015.

Na reunião, que contou com a presença da presidente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), Maria Lúcia Falcón, Ananias detalhou as estratégias do ministério para atingir as metas de assentamento. O ministro informou que serão encaminhados 205 decretos de desapropriação de terras à presidenta Dilma Rousseff.

“Esse foi um encontro importante e a presença do MST só enriqueceu esse momento. O diálogo é um instrumento muito eficaz para realização da reforma agrária”, disse Falcón. Para ela, a participação dos movimentos sociais na elaboração de políticas públicas é fundamental para garantir prioridades.

Segundo o coordenador nacional do MST, Alexandre Conceição, a audiência integra as ações da Jornada Nacional de Luta pela Reforma Agrária. “Nosso objetivo é contribuir para a implementação de políticas que atendam as reinvindicações dos movimentos que lutam por direito à terra”, afirmou Conceição.

“Saímos deste encontro bastante satisfeitos e confiantes de que o ministro Patrus tem a sensibilidade necessária para cumprir a meta de assentar todas as famílias que hoje vivem acampadas”, conclui ele.
Ministério do Desenvolvimento Agrário.

Print Friendly, PDF & Email


Veja online a situação da Pandemia

^ Ir Para Topo ^