MI garante recursos para desassoreamento de rio

Brasília-DF – O ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, participou em Paulista (PE), da cerimônia de assinatura da ordem de serviço da primeira etapa do desassoreamento do Rio Paratibe. O investimento é de R$ 28 milhões. O documento foi assinado pelo prefeito Júnior Matuto e pela empresa que realizará o serviço. O titular da pasta ainda cumpre, nesta tarde, agenda em Recife e em Petrolina (ver abaixo).

As obras contemplarão o trecho de 3 km de extensão compreendido entre a BR-101 e a PE-15. A previsão é que essas ações estejam concluídas em aproximadamente um ano. A primeira etapa do desassoreamento faz parte do convênio firmado para ações de drenagem da Bacia do Rio Paratibe, do PAC Prevenção. O investimento total é de R$ 68 milhões, sendo R$ 64,6 milhões da união e R$ 3,4 milhões de contrapartida da Prefeitura de Paulista.

O objetivo do convênio é controlar e minimizar as enchentes e inundações com ações de revitalização no Rio Limoeiro, canalização nos córregos da Avenida “F” e da rua Araxá, revestimento do Canal das Tintas e desassoreamento do Rio Paratibe e canal do Sítio do Jorge. A expectativa é que 100 mil habitantes sejam beneficiados. Das ações previstas, já estão concluídas intervenções nos canais do Araxá, da Avenida “F”, das Tintas e do Limoeiro.

“Essa obra é fundamental para a população de Paulista. Com o desassoreamento, serão evitados os alagamentos. Ruas, casas e comércio não ficarão cheios de água”, afirmou o ministro Gilberto Occhi. “E, com isso, será melhorada também a questão da saúde das famílias, pois as águas dos alagamentos não trazem somente as águas pluviais, mas as águas dos esgotos”, completou o titular do Ministério da Integração Nacional (MI).

O ministro sobrevoou cinco obras com recursos do MI em Paulista. Dessas, quatro são parte do convênio: drenagem e revestimento dos canais do Araxá, macrodrenagem e desassoreamento do Rio Limoeiro, dragagem do canal Sítio do Jorge e dragagem do Rio Paratibe com a construção das pontes do Banheiro e do Barão.

A quinta obra é a de contenção do avanço do mar, atualmente com 94% de execução, e em fase final de conclusão.

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara, afirmou que o MI tem dado atenção aos problemas do estado. “Temos recebido atenção apoio do Ministério da Integração Nacional no que diz respeito a obras relacionadas a água”, disse Câmara..

Recife
No Recife, o ministro visita locais de intervenções para mitigação de áreas de risco. O roteiro compreende a rua Alto do Reservatório, na divisa com a Rua Córrego do Fernandinho; a rua Jorge Melo e Rua Araújo, na localidade do Alto do Maracanã; e a 4ª Travessa Chapada do Araripe, na comunidade de Jardim Monte Verde.

Alguns desses pontos correm risco de desabamento. Para estabilizar os locais e evitar o problema, o governo federal liberou nesta segunda-feira a primeira parcela (R$ 1.411.392,40) de um total de R$ 2.411.392,40 para a execução das obras e construção de encostas.
Integração Nacional

Print Friendly, PDF & Email


Veja online a situação da Pandemia

^ Ir Para Topo ^