Adriano Galdino: “o povo tem sede e urgência de água”

adriano408O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Adriano Galdino, disse em discurso no Plenário da Casa de Epitácio Pessoa, que solucionar os danos da seca na Paraíba é uma situação de emergência. O deputado disse também que o problema climático pertence à União. “É uma situação de emergência, que precisa ser tratada com o devido respeito”.

Galdino afirmou que o debate sobre a seca no Estado está além de questões eleitorais ou picuinhas políticas. “O povo da Paraíba têm sede e urgência de água em seus reservatórios”.

Confira o discurso na íntegra

Bom dia meus amigos, minhas amigas…

A Paraíba vive seu quarto ano seguido de seca. Mais uma vez, o cenário de pasto escasso, solo degradado e falta de chuvas é uma triste realidade de muitos dos nossos municípios. Hoje, 197 cidades estão em situação de emergência. O povo tem sede!

E é por isso, meus companheiros, que estamos aqui para conclamar um olhar urgente no sentindo de buscar soluções para diminuir os danos causados pela seca na Paraíba. O governo do Estado tem feito seu papel na construção de obras e na realização de ações para que os paraibanos possam conviver com a estiagem. Mas, o Governo Federal precisa criar políticas públicas urgentes para a nossa Região.

A Assembleia Legislativa da Paraíba está fazendo a sua parte. A Frente Parlamentar da Água, criada por esta Casa, está percorrendo todo Estado para conhecer de perto os problemas enfrentados pelo nosso povo.

O Governo Federal precisa olhar a Paraíba, não como coitadinha. O problema climático pertence à União. Para se ter uma ideia, o açude Boqueirão, na minha querida Campina Grande, está apenas com 17,4% da sua capacidade total. A cidade, vai ter que aumentar ainda mais o racionamento para não ficar sem água de vez! Estamos falando de uma população de mais de 400 mil habitantes, que padece com a falta dágua.

É uma situação de emergência, que precisa ser tratada com o devido respeito. No nosso Estado são 812 mil pessoas sofrendo com a seca.

Amigos, nosso povo precisa de água. E com urgência. A estiagem, que castiga nossas terras há quatro anos, fez secar vários açudes. A água para a lavoura e para o gado acabou faz tempo. Nosso interesse é a necessidade dos paraibanos, que neste momento são obrigados a conviver com a estiagem e que estão cansados de tantas promessas.

Nosso chamamento hoje é para levar este debate para além de questões eleitorais ou picuinhas políticas. O povo da Paraíba têm sede e urgência de água em seus reservatórios!
WSCOM Online

Print Friendly, PDF & Email


Veja online a situação da Pandemia

^ Ir Para Topo ^