HOME_______________________________________________

Comissão do Senado visitou a Transposição

Brasília, 19/4/2013 – O Ministério da Integração Nacional levou, nesta sexta-feira (19/4), a Comissão Externa do Senado responsável por acompanhar o Projeto de Integração do São Francisco para uma nova visita às obras do empreendimento. Desta vez, a comitiva acompanhou a execução das atividades do Eixo Leste, passando pelos municípios de Floresta e Sertânia, em Pernambuco, e Monteiro, na Paraíba. 

O roteiro da visita teve início no município de Floresta (PE). Lá o ministro Fernando Bezerra Coelho mostrou aos senadores a estação de bombeamento 1 e assinou o termo de aceitação de entrega de uma parte importante do empreendimento: o canal de aproximação do Eixo Leste.
 
Com 5,5 km de extensão, o canal de aproximação vai conduzir a água do rio São Francisco até a estação de bombeamento. “Essa obra entregue hoje pelo Exército Brasileiro é o canal de captação de água no Lago de Itaparica até a primeira estação elevatória. Estamos agora concluindo a licitação das metas 1 leste e 2 leste, que até o próximo ano vão viabilizar 100 quilômetros de água passando por cidades do Eixo Leste.”, afirmou o ministro. Cerca de 160 trabalhadores ainda permanecem neste trecho da obra, para conclusão de alguns serviços como a drenagem interna do canal, a execução da central de óleo hidráulica e a urbanização da tomada de uso difuso da barragem Areias.
 
Ainda em Floresta, o Destacamento de Engenharia do Exército entregou ao ministro Fernando Bezerra um estudo de viabilidade técnica para a construção das estradas de acesso às estações de bombeamento do Eixo Leste. Logo depois, a comitiva sobrevoou os lotes 9 e 13, em Floresta – que estão suspensos, mas terão os serviços retomados com a conclusão do processo licitatório prevista para próxima semana – e os lotes 10 e 11, em Custódia (PE), estão em atividade.

Ao chegar ao município pernambucano de Sertânia, a comitiva visitou a exposição fotográfica do Programa de Arqueologia, uma das 38 estratégias ambientais desenvolvidas pelo Projeto São Francisco. A equipe ainda pode acompanhar de perto os trabalhos de mais de 360 pessoas no lote 12. “O que vimos aqui é um atestado do compromisso do Governo Federal em relação ao Projeto de Integração do São Francisco.

E, se a velocidade dos trabalhos seguir tal qual a desse processo de retomada, não tenho dúvida de que todo o projeto pode ser concluído até o final de 2015”, avaliou o senador Humberto Costa (PT/PE).
 
Em Monteiro, na Paraíba, o ministro apresentou um balanço da execução das obras da Integração do São Francisco em audiência pública, realizada na Câmara Municipal, com expressiva participação da comunidade.
 
Transparência – Esta é a segunda visita dos parlamentares ao Projeto de Integração do São Francisco. “Desde a primeira visita ao Eixo Norte, em março, constatamos que a obra vem passando por um processo de remobilização em boa parte dos trechos. Em Floresta, o canal de aproximação construído pelo Exército Brasileiro nos dá a certeza de que o trabalho está sendo bem feito”, afirmou Vital do Rêgo (PMDB/PB), presidente da Comissão Externa do Senado.
 
Além de membros da Comissão Externa do Senado e deputados, a visita contou com a presença de técnicos do Tribunal de Contas da União e da Controladoria-Geral da União. “Muitos dos entraves que conseguimos superar em relação ao projeto foi com o respaldo técnico qualificado desses órgãos de controle”, pontuou o ministro.
 
Maior obra de infraestrutura hídrica do país, o Projeto de Integração do Rio São Francisco faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) e levará água de beber a mais de 12 milhões de brasileiros nos estados de Pernambuco, Paraíba, Ceará e Rio Grande do Norte. Para garantir um novo futuro em segurança hídrica ao semiárido brasileiro, outras tantas obras estruturantes complementam o Projeto São Francisco e somam mais de R$ 30 bilhões em investimentos.
 
Ministério da Integração
Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Veja online a situação da Pandemia

^ Ir Para Topo ^