HOME_______________________________________________

Integração licita obras do Eixo Leste do S. Francisco

Brasília, 8/4/2013 – O Ministério da Integração Nacional abre, nesta terça-feira (9/4), as propostas técnicas referentes à licitação das obras complementares do Eixo Leste do Projeto de Integração do Rio São Francisco. Ao todo, mais 1,5 mil trabalhadores serão contratados para atuar no trecho que abrange os municípios pernambucanos de Floresta, Petrolândia, Betânia e Custódia, correspondente às metas 1L e 2L. Atualmente, as obras da Integração do São Francisco mobilizam 4,3 mil trabalhadores e 1,3 mil equipamentos.

“Com a conclusão desta licitação, nós vamos retomar todas as frentes de serviço no Eixo Leste”, afirmou o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, durante entrevista a uma emissora de rádio, nesta terça-feira (8/4). Com 74,7% de conclusão, a Meta 1L compreende a captação de água do rio São Francisco, no reservatório de Itaparica, até o reservatório Areias, ambos em Floresta (PE). Já a Meta 2L (53,8% executada) inicia na saída do reservatório Areias, em Floresta (PE), e segue até o reservatório Barro Branco, em Custódia (PE). Com o término das obras do Eixo Leste, mais de 4,5 milhões de pessoas serão beneficiadas nos estados de Pernambuco e da Paraíba.
 
Considerada a maior obra de infraestrutura hídrica do país, o Projeto de Integração do Rio São Francisco vai levar água para mais de 12 milhões de pessoas em Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte. Em alguns trechos da obra, como o lote 8, em Salgueiro (PE), e o lote 14, em São José de Piranhas (PB), as equipes se revezam 24 horas por dia. E até junho a força de trabalho vai dobrar.
 
Novo modelo – O Ministério da Integração Nacional estabeleceu, em 2011, um novo modelo de licitação, contratação e acompanhamento dos seis trechos de obras (metas 1N, 2N, 3N, 1L, 2L e 3L). Esses trechos vão contratar mais 4 mil trabalhadores da região. Em março, foi publicado, no Diário Oficial da União (DOU), o aviso de licitação da execução das obras complementares das Metas 1L e 2L.
 
Na última semana (1º/4), foi emitida a segunda ordem de serviço no valor de R$ 305,9 milhões para as atividades da Meta 2N, que já está em execução desde dezembro de 2012 e conta com 205 trabalhadores. No pico de atividades, em julho, serão 1,8 mil. Essa etapa do projeto, no Eixo Norte, é composta pela construção de seis novos reservatórios e pela ampliação do açude Atalho.
 
Já a Meta 1N, com 42,3% de execução, vai da captação do rio São Francisco, no município de Cabrobó (PE), até o reservatório de Jati, em Jati (CE). Essa etapa abrange o canal de aproximação, em Cabrobó (PE) – já concluído –, e os lotes 1, 2, 3, 4 e 8. Atualmente, mais de 1,9 mil pessoas trabalham nesses lotes, nos municípios pernambucanos entre Salgueiro e Cabrobó. Ao todo, serão investidos nesses dois trechos mais de R$ 1,2 bilhão. Os editais das Metas 3L e 3N deverão ser publicados neste mês de abril.
 
Obras estruturantes – A Integração do São Francisco está entre as maiores obras de infraestrutura hídrica do mundo. O projeto faz parte do conjunto de empreendimentos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) para ampliar a infraestrutura hídrica do semiárido brasileiro. Para cada R$ 1 investido no Projeto São Francisco, outros R$ 2 são destinados a outras obras estruturantes no Nordeste.
 
O investimento do Governo Federal em infraestrutura hídrica saíram de R$ 7,2 bilhões, no PAC 1, para R$ 23 bilhões, no PAC 2 – que serão aplicados até 2015. A meta do governo é ampliar a capacidade de armazenagem de água em 7 bilhões de metros cúbicos, através das novas barragens. No PAC 2, já foram concluídos barramentos que acrescentaram 609 milhões de m³ á capacidade de armazenagem e já foram entregues 1.200 quilômetros em adutoras e canais. Entre as obras recém-concluídas estão: o Trecho IV do Eixão das Águas (CE), a 1ª etapa da Adutora Pajeú (PE), a Barragem Figueiredo (CE), a Adutora Guanambi (BA), o Sistema Seridó (RN) e o Sistema Congo (PB).
 
Ministério da Integração
Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Veja online a situação da Pandemia

^ Ir Para Topo ^