Parlamentar contesta críticas sobre relação entre a Gestão e o Comad

O vereador Bira (PT) contestou as críticas do vereador Raoni Mendes (PDT) referentes à possível falta de diálogo da Prefeitura com o Conselho Municipal de Políticas Públicas sobre Drogas (Comad). Ambos subiram à Tribuna da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) na sessão ordinária da desta quinta-feira (16). Pronunciando-se momento depois do pedetista, Bira disse que Raoni provocou um debate com histerismos em vez de levar pelo menos uma reivindicação do Comad à discussão na Casa.

“É muito fácil subir à Tribuna e suscitar alguns debates pelo histerismo. Caso tenhamos algum Conselho que precise de atenção do prefeito, sugiro que tragamos sugestões à Câmara para ajudá-lo. Raoni disse que o Comad protocolou cinco ofícios junto à Prefeitura, mas ela não protocolou”, alegou Bira.

O petista disse que lamentava o fato de Raoni não ter levado as deliberações e demandas do Comad ao se pronunciar nesta quinta-feira (16) na CMJP. “Repito, as reuniões com o Conselho foram feitas, as deliberações tomadas e as demandas ouvidas. Raoni não trouxe sequer uma pauta, nenhuma linha referente a alguma demanda do Comad para a Câmara. É quase um histerismo político”, desaprovou.

De acordo com Bira, João Pessoa desenvolve hoje uma política antidrogas que se diferencia de outros trabalhos no Brasil. “A Capital realiza o que nenhuma cidade do País já realizou, como a Conferência Municipal Antidrogas e a Semana Antidrogas. Onde estava Raoni quando o Comad realizou esses eventos? Raoni era membro do Comad, e por que não foi aos debates? Por que não se utilizou dessas políticas?”, indagou Bira.

“Em aparte, Raoni respondeu que, quando a oposição na CMJP faz um requerimento, a bancada de situação costuma o derrubar. “As reivindicações à Prefeitura foram entregues pelo Comad. A minha ausência é tão sentida no Conselho que os membros me elegeram vice-presidente. Será que estou tão ausente assim? O Conselho pede socorro à CMJP, e exponho isso na Câmara, pois a entidade, que é ligada ao Gabinete do Prefeito, pediu cinco audiências com o gestor, e todas foram negadas. Esse é um falso diálogo”, observou Raoni Mendes.
CMJP

Print Friendly, PDF & Email


Veja online a situação da Pandemia

^ Ir Para Topo ^