HOME_______________________________________________

Projeto institui Semana estadual de Prevenção à Microcefalia

O vice-presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), deputado João Henrique (DEM), apresentou  um projeto que institui a Semana Estadual de Prevenção e Combate à Microcefalia no Estado da Paraíba.

O projeto, de acordo com decreto da ALPB, será realizado no dia 18 de outubro, data comemorativa ao dia do médico, e terá como objetivo conscientizar a população através de procedimentos informativos, educativos e organização de palestras a fim de que a sociedade possa conhecer melhor o assunto e debater sobre as iniciativas, prevenção e combate ao problema. Normalmente diagnosticada no começo da vida, a microcefalia faz com que o bebê nasça com o crânio menor do que o normal.

A principal hipótese para o surto de microcefalia no Brasil, que atinge principalmente a região Nordeste, é o contágio por zika vírus – identificado no país pela paraibana Adriana Melo, médica de gestações de alto risco na maternidade pública de Campina Grande, que atende todos os municípios do Sertão da Paraíba e que se destacou por ser a primeira pesquisadora a apresentar provas da relação entre o vírus da zika e os crescentes casos de microcefalia na região, em novembro de 2015.

O projeto também se apresenta com a finalidade de alertar sobre os riscos de gravidez em mães com HIV Positivo, desnutridas, que tenham hábitos de consumo de drogas sociais ou não, e sobre doenças infecciosas, tais como Zika, Dengue, toxiplamose entre outras.

Ainda ficou decidido que o Poder Executivo poderá firmar parceria com órgãos públicos e privados, Fundações e entidades associativas que tenham finalidades afins de modo que possa cumprir seus objetivos.

O parlamentar lembrou que o foco principal do trabalho realizado em seu mandado é o de beneficiar a população. “O nosso mandato vem novamente apresentar a nossa população medidas governamentais que possam proporcionar uma saúde de qualidade”, afirmou João Henrique.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Veja online a situação da Pandemia

^ Ir Para Topo ^